Eles não são muito populares no Brasil, mas durante o verão, pratos de origem asiática podem ser uma opção ao mesmo tempo saborosa e revigorante.

 

Os brasileiros não têm o hábito de fazer refeições frias. Estamos acostumados a pratos quentes, quando muito acompanhados de salada – geralmente a única porção de alimento frio da nossa alimentação. Também é preciso assumir que existe certa resistência em relação a comidas diferentes.

Se a opção fria for uma massa pode ser mais fácil incluir essa novidade no dia a dia, já que o macarrão é um alimento muito presente na dieta brasileira. Procure ir além da Itália e conhecer massas orientais. Lámen e udon são nomes dados a dois dos pratos com base de macarrão mais comuns no Japão. Há pratos compostos unicamente de macarrão e tempero, mas normalmente eles são acompanhados de caldos quentes ou frios.

Em São Paulo, muitas casas se especializaram no preparo do lámen. Em bairros como Pinheiros e Liberdade, é possível encontrar restaurantes que servem o caldo com base de carne de frango, de porco, shoyu, missô, além de ingredientes que acentuam o sabor do combinado: acelga, gengibre, alho, pimenta, pasta de peixe, alga kombu (conhecida por acentuar o gosto umami) e uma série de outros temperos.

Durante o verão, esses pratos podem ser uma opção ao mesmo tempo saborosa e revigorante. Em alguns locais as variedades frias são inclusive sazonais, só ficam disponíveis no cardápio no verão: ou seja, a estação é propícia para experimentar!

Uma das maneiras mais tradicionais de se consumir o udon (macarrão de cor branca, feito de farinha de trigo e mais largo se comparado ao spaguetti, por exemplo) é mergulhado em um caldo Mentsuyu, molho básico feito com shoyu, saquê mirin, saquê seco e tempero dashi (tempero também tradicionalíssimo à base de peixe). Uma versão muito apreciada é com o caldo gelado acompanhado de wasabi e cebolinha. Outra opção é degustar do macarrão com tempurá de camarão e legumes.

O somen é outro macarrão típico japonês. Fininho e consumido gelado, este macarrão é servido com molhos leves, como o dashi, e ingredientes como cebolinha e gengibre. No Brasil, muitas famílias de descendentes de japoneses têm por costume consumir sobá (macarrão de farinha de trigo sarraceno) também gelado para celebrar a virada do ano.

Vale a pena experimentar em um local especializado nesse tipo de prato. Conheça o Jojo Rámen e programe sua visita para enriquecer seu paladar.

 

Valor nutricional

Feitos à base de farinha de trigo, sal e água, todos esses macarrões têm baixo valor calórico e são extremamente leves. Entretanto, o teor nutricional atribuído unicamente à massa não é dos maiores. O segredo, portanto, está nos acompanhamentos.

Algumas versões de lámens e udons abusam de acompanhamentos fritos e gordurosos. Substitua-os por grelhados (ou mesmo por tofu e carne de soja), legumes, vegetais, ervas e temperos que realcem o gosto do caldo sem elevar os níveis de sódio e gorduras. Claro que deixamos uma sugestão para você!