O ovo é o mais conhecido, mas outros alimentos e nutrientes já ocuparam esse espaço. Veja outros exemplos e como consumir de forma saudável.

Caixa com seis ovos vista de cima.

Sempre ouvimos falar na importância de uma alimentação balanceada para manter o bom funcionamento do nosso organismo e evitar problemas de saúde. A verdade é que tudo em excesso faz mal. Nossa dieta deve ser equilibrada e diversificada, contendo alimentos de todos os grupos, mas sempre em quantidade moderada.

Ainda assim, alguns alimentos já fizeram parte de listas dos “proibidos”. Afinal, ovo faz bem ou mal? Podemos comer carne vermelha sem problemas? O abacate é mocinho ou vilão? Abaixo, confira quatro alimentos que já foram alvo desse tipo de dúvida.

 

Carne vermelha

A carne vermelha contém proteínas, ferro, zinco e vitamina B12, nutriente importante para o nosso sistema nervoso. O ferro, por sua vez, ajuda a reduzir o risco de anemia. Desde que sem exagero e em preparações que usem pouca gordura, o consumo é benéfico para a saúde. Recomenda-se a ingestão de uma porção por dia para cada adulto, cerca de 100 a 120 g/dia. O ideal é retirar toda a gordura aparente antes do preparo e optar por assados em vez de fritos.

 

Ovo

O ovo é talvez o alimento que mais tenha ocupado o papel de vilão. Porém, ele é rico em proteínas, vitaminas e minerais importantes como ferro, fósforo, zinco, cálcio e potássio, entre outros. Além disso, ele tem baixo custo e alta versatilidade, já que pode ser incorporado desde o café da manhã até o jantar, podendo substituir a carne, por exemplo. O cuidado deve ser sempre a moderação e verificação de que ele está em bom estado (coloque-o em um copo com água fria e, se ele flutuar, não use).

 

Glúten

O glúten é um tipo de proteína presente em vários cereais, como trigo, centeio e cevada, e produtos derivados deles, como farinhas, pães, massas e biscoitos. Ele já foi apontado como vilão e muitas pessoas perderam peso ao eliminá-lo da dieta, o que é normal, já que ao reduzir o consumo de glúten, reduz-se a quantidade de carboidratos em geral. Na verdade, o glúten faz mal apenas para quem tem doença celíaca (alergia ao glúten). Para essas pessoas, de fato, ele é um vilão, pois pode provocar inflamação intestinal e reações como diarreia, cólica e gases.

 

Abacate

O abacate já foi mal julgado por conta de seu alto valor calórico. Algumas pessoas conhecem apenas a propriedade de “ser uma fruta que tem muita gordura”. Mas é preciso lembrar que se trata também de “gorduras do bem”. Estas auxiliam no aumento do nível do colesterol bom (HDL) e na redução do ruim (LDL). Também contém vitaminas e minerais entre outros nutrientes. É uma ótima opção para fazer parte do café da manhã, in natura ou em forma de vitaminas. Lembre-se: seu consumo deve ser moderado e, se quiser consumi-lo com açúcar, adicione pequenas quantidades.