Este pão de cenoura casa perfeitamente com o clima do outono. Veja como fazer.

Pães de cenoura em uma cesta sobre uma mesa de madeira.

 

Temperaturas amenas, folhas amarelas embelezando as cidades e dias mais curtos… O outono chegou! No dia 20 de março, teve início o período que representa a transição entre o verão e o inverno, trazendo um clima mais seco e que prepara as pessoas para o frio.

E para celebrar a chegada desta estação, o Comitê Umami, organização responsável pela divulgação do quinto gosto básico do paladar humano, separou uma deliciosa receita de pão caseiro de cenoura. O quitute é ideal para compor o café da manhã, o lanche da tarde ou até mesmo a refeição antes de dormir. Além disso, o pãozinho combina com bebidas quentes, como chá ou café. Confira a receita.

 

PÃO CASEIRO DE CENOURA

 

Ingredientes

6 cenouras grandes
200 ml (1 copo americano) de água morna
1 colher (sopa) de manteiga
6 ovos
200 ml (1 copo americano) de óleo
2 colheres (sopa) de açúcar refinado
1 colher (chá) de sal
2 sachês de fermento biológico seco
1 kg de farinha de trigo

 

MODO DE PREPARO

Lave as cenouras em água corrente, descasque-as, pique-as e reserve. Bata no liquidificador a cenoura, a água morna, a manteiga, os ovos, o óleo, o açúcar e o sal e transfira para uma tigela de vidro grande. Aos poucos, acrescente o fermento e a farinha, sovando a massa com as mãos. O ponto da massa do pão será quando esta desgrudar do fundo da tigela. Deixe a massa na tigela de vidro, cubra com filme plástico e espere crescer (a massa deve dobrar de tamanho em cerca de 30 minutos). Divida a massa em 14 partes iguais e molde as “bolinhas”.

Coloque as bolinhas de massa em uma assadeira untada com óleo e farinha de trigo, pincele gema de ovo e cubra novamente, esperando a massa crescer por mais 20 minutos. Pré-aqueça o forno à 180º e asse os pãezinhos até ficarem dourados por aproximadamente 30 minutos.

 

UMAMI

É o quinto gosto básico do paladar humano, descoberto em 1908 pelo cientista japonês Kikunae Ikeda. Foi reconhecido cientificamente no ano 2000, quando pesquisadores da Universidade de Miami constataram a existência de receptores específicos para este gosto nas papilas gustativas. O aminoácido ácido glutâmico e os nucleotídeos inosinato e guanilato são as principais substâncias umami. As duas principais características do umami são o aumento da salivação e a continuidade do gosto por alguns minutos após a ingestão do alimento. Para saber mais, acompanhe pelas redes sociais facebook.com/ogostoumami e instagram.com/ogostoumami.

 

INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA
Race Comunicação
(11) 2548-0720 / 2894-5607
Evelyn Spada, Gabriel Pedreschi e Wilson Barros
umamiteam@agenciarace.com.br