panelas

Usar a panela ideal é tão importante quanto escolher os melhores ingredientes.

A não ser que a sua dieta seja inteiramente composta por alimentos crus, caçados e coletados diretamente na natureza, não tem jeito – você deve reconhecer que as panelas são suas companheiras para a vida toda. Afinal, se o alimento nosso de cada dia foi cozido, com certeza passou por uma panela antes.

Ou melhor: por algum tipo de panela. É uma diferença importante, porque seja para fazer um simples ovo cozido oupara preparar uma complexa paella, há uma panela mais indicada para aquela função.

Dizem os cozinheiros mais experientes: não existe uma panela “melhor”. O que existe são tipos diferentes que apresentam melhores resultados, conforme sua aplicação. Normalmente, essa classificação se dá por tipo (formato) e material (barro, alumínio, inox etc.).

O mais importante é saber que usar a panela ideal no preparo de alimentos é tão essencial quanto escolher ingredientes saborosos e fresquinhos. Abaixo, listamos as principais panelas, os materiais mais utilizados e as indicações para cada uma:

Panela com cabo

panela cabo

Super versátil, as panelas com cabo são a base da cozinha, principalmente porque podem ser utilizadas para o preparo de diversos alimentos – em especial arroz, purê, risotos, molhos e comidas fritas. Seu diâmetro e a altura evitam que o líquido vaze ou seque muito rapidamente.

Caçarola

panela cacarola

São panelas redondas e fundas, com duas alças pequenas nas laterais – mas podem não ter alças e ser mais baixas (usadas mais para o preparo de molhos). Por conservar o calor e cozinhar os alimentos mais lentamente, é indicada, principalmente, para o preparo de carnes, ensopados e cozidos. Dependendo do material, podem ir ao forno para a finalização de pratos, como carnes regadas com vinho.

Frigideira

panela frigideira

Estão entre as mais conhecidas, até por quem não gosta de cozinhar. Existem diversos tipos de frigideiras no mercado, de tamanhos e espessuras diferentes. Práticas, podem ser utilizadas para fritar ovos, saltear legumes ou grelhar carnes. As frituras e os grelhados devem ser preparados em uma frigideira mais pesada, de espessura maior, que irá ajudar a manter a temperatura constante e dar uniformidade ao alimento.

Sauteuse

panela sauteuse

Lembra uma frigideira, só que mais alta e com laterais mais arredondadas. Pode ser utilizada, principalmente, para saltear alimentos pré-cozidos, como batatas sauté ou cenouras e legumes na manteiga, e para preparar alimentos mais macios, como frutos do mar.

Panela de Pressão

panela pressao

Além de sopas, alimentos umami como o milho são comumente cozidos na panela de pressão. Esse tipo de panela acelera o tempo de cozimento dos alimentos: possui uma borracha que não deixa o ar e o vapor escaparem, aumentando a pressão interna e, por consequência, a temperatura. Muita gente, inclusive, tem usado a panela de pressão para preparar outros tipos de alimentos, como macarrão. Então, se estiver com pressa, não hesite em usá-la para preparar aquela macarronada!

Caldeirão

panela caldeirao

Feita geralmente de alumínio, esse tipo de panela é mais alta e funda que a caçarola, e possui duas alças nas laterais. Deve ser utilizada principalmente para preparar alimentos que necessitam de muita água para serem cozidos como massas, sopas e ensopados. É a escolha mais frequente quando há a necessidade de preparar grandes quantidades de alimentos.

Espagueteira

panela espagueteira

Muito indicadas para o preparo de massas, as espagueteiras são feitas preferencialmente de inox e são compostas por um cesto e uma panela acoplada com furinhos, o que dispensa o uso do escorredor. Além da praticidade, traz outro benefício: por distribuir calor uniformemente, realiza o cozimento do alimento por igual, evitando que o macarrão grude. Vale lembrar que essa panela pode ser usada para preparar outros alimentos: é só retirar a parte acoplada.

Wok

panela wok

Tipo de frigideira arredondada, difere das outras por distribuir calor uniformemente e por ser mais fácil de mexer os alimentos que estão sendo cozinhados. É utilizada, principalmente, na gastronomia oriental (no preparo do yakissoba e do pad thai, por exemplo).

Tipos de materiais

Inox: panelas feitas com esse tipo de material são indicadas para o preparo de todos os tipos de alimentos. Ainda que não seja um bom condutor de calor, é considerado uma das melhores opções de material, já que não apresenta riscos de contaminar os alimentos com resíduos. Para retirar manchas esbranquiçadas, que costumam aparecer ao longo do tempo, uma dica é usar um pouco de suco de limão e vinagre. Use sempre colheres de plástico ou de silicone com essas panelas e lave-as com o lado amarelo da esponja ou esponjas que não risquem.

Alumínio: mais acessível financeiramente e bom condutor de calor. Mas atenção: panelas com esse tipo de material não devem ser usadas no preparo de molhos ácidos e salgados, já que o alumínio reage com os ingredientes e acaba sendo liberado na comida. Como panelas feitas com esse material riscam com facilidade, use sempre colheres de plástico ou de silicone, e, para lavagem, use o lado amarelo da esponja ou esponjas que não risquem.

Antiaderente: panelas antiaderentes são queridinhas dos brasileiros, principalmente por serem mais acessíveis financeiramente e super versáteis. O material só não é indicado para o preparo de frituras ou de alimentos em alta temperatura, já que há o risco de liberar substâncias tóxicas durante o cozimento. Para lavá-las, são necessários alguns cuidados, como usar o lado amarelo da bucha e, logo após a lavagem, secá-la para não ficar com manchas de água. Use sempre colheres e espátulas de plástico ou silicone. Antes do primeiro uso, é importante aquecê-la com um pouco de óleo no fogo baixo e depois lavá-la.

Barro: feijão, arroz, peixes, molhos e carnes feitos na panela de barro ficam irresistíveis. Mas cuidado: nunca utilize panelas com origem desconhecida, pois elas podem possuir resíduos prejudiciais, como chumbo e níquel. Para lavá-las, o ideal é evitar materiais muito agressivos, como esponjas de aço, além de produtos químicos, como detergentes. Opte por esponjas mais delicadas (como as de náilon) e o sabão neutro. Se ficarem resíduos de alimentos no fundo, enxágue-a com água bem quente.

Ferro: além de reter o calor uniformemente, o material deixa o alimento super saboroso. Como enferrujam facilmente, o ideal é lavar logo após o uso. Uma dica é colocá-las em uma bacia de água morna com um pouco de detergente neutro, mexendo com os dedos até formar espumas. As sujeiras devem ser tiradas com um pedaço de lã de aço e a panela secada imediatamente com panos de algodão.

Cerâmica: panelas feitas com esse tipo de material costumam ser mais caras por suas inúmeras vantagens: são antiaderentes, não riscam, conservam o calor e são facilmente limpáveis. Além disso, não são tóxicas, mas, lembre-se de verificar se ela possui um selo que assegure isso. Antes do primeiro uso, é importante aquecê-la com um pouco de óleo no fogo baixo e depois lavá-la.