Você sabia que a maioria dos alimentos que compõe a dieta mediterrânea é umami?

 

gaspacho

São Paulo, março de 2017 – Até mesmo as pessoas menos antenadas em assuntos referentes à alimentação nutritiva e saudável já ouviram falar sobre a famosa Dieta do Mediterrâneo. Mas, como ainda é pouco conhecida no país, há muitas dúvidas sobre suas particularidades. O Comitê Umami – organização responsável pela divulgação do gosto umami no Brasil – resolveu esclarecer esse assunto e apresenta os principais benefícios da dieta.

Originária de comunidades próximas ao Mar Mediterrâneo, inseridas em países como Itália, Grécia, Espanha e França, a dieta está na lista da UNESCO como um dos elementos da “Lista Representativa do Patrimônio Cultural Intangível” e representa mais do que um simples padrão nutricional. “Além de saudável, pode ser considerada como um estilo de vida, que inclui receitas, métodos de cozimento, festas, costumes e produtos típicos”, comenta Mariana Rosa, nutricionista do Comitê Umami.

Entre as diversas propriedades benéficas para a saúde, merece destaque a presença de alimentos, em sua maioria, umami – gosto básico do paladar humano -, como o tomate e os pescados. “Os principais benefícios desse gosto são a redução de sódio, melhora na aceitação alimentar, auxílio na digestão de proteínas e na higiene bucal”, analisa a especialista.

A grande praticidade é que os alimentos que compõem a dieta, tais como legumes, frutas, azeite e pescados, podem ser encontrados em muitos lugares do mundo. “O azeite possui ácidos graxos monoinsaturados que colaboram para o colesterol bom (HDL) e favorecem a saúde do coração”, ressalta. “O tomate é fonte de licopeno, um antioxidante natural, e os pescados são ricos em ômega 3, gordura benéfica ao cérebro e ao coração”.

Para experimentar um pouquinho deste estilo de vida, Mariana sugere a receita de Gaspacho – sopa fria à base de tomate, pepino e pimentão -, típica da Espanha. Além de fazer parte da Dieta Mediterrânea, o prato possui muito umami por conta do tomate. Confira a receita:

 

Gaspacho

1 quilo de tomate
1 pedaço de pepino sem casca (4 dedos de largura)
1 pedaço de cebola (meia cebola pequena)
1 pimentão verde
1 dente de alho pequeno
3 colheres de azeite de oliva
3 colheres de vinagre de vinho branco
1 colher pequena e rasa de sal

Modo de Preparo

1. Cortar os tomates, o pepino e a cebola em vários pedaços, e colocar no liquidificador. Acrescentar o pimentão, retirar as extremidades e as sementes, cortar em pedaços. Adicionar o alho, o azeite de oliva, o vinagre e o sal.
2. Bater em velocidade máxima durante três minutos para que o gaspacho fique bem fino.
3. Transfira para uma jarra e coloque na geladeira. Em menos de duas horas, terá um gaspacho fresquinho para tomar.

Rendimento: 1 litro
Fonte da receita: javirecetas.hola.com

 

Umami

É o quinto gosto básico do paladar humano, descoberto em 1908 pelo cientista japonês Kikunae Ikeda. Foi reconhecido cientificamente no ano 2000, quando pesquisadores da Universidade de Miami constataram a existência de receptores específicos para este gosto nas papilas gustativas. O aminoácido ácido glutâmico e os nucleotídeos inosinato e guanilato são as principais substâncias Umami. As duas principais características do Umami são o aumento da salivação e a continuidade do gosto por alguns minutos após a ingestão do alimento. Para saber mais, acesse portalumami.com.br

 

Informações para Imprensa

Race Comunicação
(11) 2548-0720 / 2894-5607
Rodolfo Zanchin – Rogério Artoni
umamiteam@agenciarace.com.br