São Paulo, setembro de 2016 – Sete de setembro é uma data muito importante para a história do Brasil. Foi neste dia, em 1822, que ocorreu o famoso “Grito do Ipiranga” de D. Pedro I, às margens do rio de mesmo nome – localizado na região central da cidade de São Paulo -, marcando o início da guerra de independência. Após três anos de conflito, em 29 de agosto de 1825, o Brasil declarou-se independente de Portugal.

Como o feriado é um momento em que a maioria das famílias se reúne, o Comitê Umami separou uma receita de Sopa de Mandioquinha com teor de sódio reduzido para auxiliar na escolha do cardápio. Ao degustar o prato, é possível aproveitar os benefícios do gosto umami, como a melhora na aceitação alimentar, além de não precisar se preocupar com os efeitos de uma refeição com alta concentração de sódio.

Confira a receita:

 

Sopa de Mandioquinha

Ingredientes
1 colher (sopa) de óleo
1 cebola pequena picada (100 g)
4 mandioquinhas cortadas em rodelas (400 g)
Meia colher (chá) de sal
Meia colher (chá) de glutamato monossódico
3 e meia xícaras (chá) de água (700 ml)
1 pitada de pimenta-do-reino
1 colher (sopa) de cheiro-verde picado

 

Modo de Preparo
1. Em uma panela grande, coloque o óleo e leve ao fogo alto para aquecer.
2. Junte a cebola e refogue por três minutos, ou até ficar transparente.
3. Acrescente a mandioquinha, o sal e o glutamato monossódico, e refogue rapidamente.
4. Adicione três xicaras (chá) de água e cozinhe em fogo alto, com a panela tampada, por 20 minutos, ou até que a mandioquinha esteja macia.
5. Transfira para o copo do liquidificador e bata até obter um creme homogêneo.
6. Volte à panela, adicione o restante da água e a pimenta, e cozinhe por mais 5 minutos, ou até que esteja bem quente. Junte o cheiro-verde e retire do fogo.
7. Sirva em seguida.

Rendimento: 4 porções
Tempo de preparo: 40 minutos
Dica: a mandioquinha também é conhecida como batata-salsa ou batata-baroa. Por ser de fácil digestão, essa raiz é bastante recomendada para variar o cardápio de crianças e idosos.

Para mais receitas, acesse: portalumami.com.br

 

UMAMI

É o quinto gosto básico do paladar humano, descoberto em 1908 pelo cientista japonês Kikunae Ikeda. Foi reconhecido cientificamente no ano 2000, quando pesquisadores da Universidade de Miami constataram a existência de receptores específicos para este gosto nas papilas gustativas. O aminoácido ácido glutâmico e os nucleotídeos inosinato e guanilato são as principais substâncias Umami. As duas principais características do Umami são o aumento da salivação e a continuidade do gosto por alguns minutos após a ingestão do alimento. Para saber mais, acesse portalumami.com.br

 

INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA

Race Comunicação
(11) 2548-0720 / 2894-5607
Rodolfo ZanchinRogério Artoni
umamiteam@agenciarace.com.br