O virado é um prato que nunca saiu do coração do paulistano e acabou influenciando outros pratos, como o tutu mineiro. Veja a história do virado à paulista.

 

Os bandeirantes paulistas do século XVI precisavam de uma refeição completa, que sustentasse e fornecesse energia para suas longas jornadas pelo interior do Estado.

O nome “virado” surgiu porque, no decorrer da expedição, muitas vezes por terrenos acidentados e de difícil locomoção, os ingredientes utilizados para essa refeição ficavam revirados dentro das bolsas.

Está aí um prato que, desde então, nunca saiu do coração (ou seria do estômago?) do paulistano e acabou influenciando outros pratos, como o tutu mineiro. Relata-se que até D. Pedro I, dias antes da proclamação da Independência, teria provado essa delícia.

Clique aqui para ler essa receita e aqui para ver o vídeo com a receita do chef Guga Rocha para o prato!