Fatias de tomate, picles, rosbife e queijo derretido em banho-maria dão sabor ao lanche que é a cara de São Paulo. Conheça a história do bauru.

 

A origem desse sanduíche está bem documentada: em 1936, um estudante de Direito de São Paulo, atrasado para uma partida de sinuca, pediu para o funcionário da lanchonete da qual era freguês que montasse um sanduíche rápido, com queijo derretido, rosbife e tomate (olha o umami!).

A inspiração dos ingredientes veio, em parte, de um manual de educação alimentar para crianças que o estudante havia lido pouco antes. Foi aí que nasceu o bauru, que recebeu esse nome em referência à cidade natal do estudante.

Nos dias seguintes, os amigos foram provando e aprovando a novidade, que ganhou cada vez mais adeptos, até se firmar como uma receita de origem exclusivamente paulistana.

Clique aqui para saber como preparar esse sanduíche que é um clássico!