São Paulo, outubro de 2015 – As diferentes culturas unidas aos gostos, aromas e texturas experimentadas com o passar dos anos, poderiam refletir em alguns hábitos e também na aceitação de certos alimentos. Antes de ingerir alimentos é natural que a primeira avaliação seja feita a partir dos sentidos da visão e do olfato, seguidas pelo paladar e tato. Todas essas ações são instintivas e possuem interações recíprocas.

Uma pesquisa realizada por pesquisadores do Departamento de Psicologia da Brandeis University (Massachusetts, EUA) e publicada na revista Nature Neuroscience sugere que apesar dos estímulos gustativos e olfatórios serem estimulados através de diferentes receptores e superfícies (língua, palato e trato olfatório), a sensação complexa de sabor dos alimentos possui interações recíprocas entre reflexos no córtex gustativo e olfatório.

De acordo com a doutora em ciência de alimentos e especialista em Umami, Hellen Maluly, “os estímulos gustativos são processados normalmente quando o trato olfatório está em bom funcionamento e vice-versa”. Isso ocorre porque o córtex gustativo, área do cérebro responsável por receber os reflexos referentes ao paladar, tem influência no trato olfatório”.

Hellen ressalta que os outros estímulos, como o da visão, do tato e até da audição, também estão interligados: “Ativações constantes de diferentes estímulos podem vir a proporcionar uma sensação agradável e de plenitude, podendo influenciar inclusive na saciedade”. Para tanto, recomenda-se que diferentes estímulos sejam oferecidos desde o início das refeições complementares, após os 6 meses de idade. “Entretanto, o que determinará o juízo para diferentes desejos variarão diferentemente para cada indivíduo em meio ao qual ele estará inserido no futuro”.

 

UMAMI

É o quinto gosto básico do paladar humano, descoberto em 1908 pelo cientista japonês Kikunae Ikeda. Foi reconhecido cientificamente no ano 2000, quando pesquisadores da Universidade de Miami constataram a existência de receptores específicos para este gosto nas papilas gustativas. O aminoácido ácido glutâmico e os nucleotídeos inosinato e guanilato são as principais substâncias Umami. As duas principais características do Umami são o aumento da salivação e a continuidade do gosto por alguns minutos após a ingestão do alimento. Para saber mais, acesse www.portalumami.com.br.

 

INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA

Race Comunicação

(11) 2548-0720 / 2894-5607

Núbia Neves – nubianeves@agenciarace.com.br

Rodolfo Zanchin – rodolfozanchin@agenciarace.com.br