Se vai beber, a dica é evitar carboidratos: quando consumidos juntos, há muita glicose sendo jogada no corpo. Veja opções saudáveis para comer no bar.

 

image-4252
Depois de uma semana cansativa no trabalho, uma boa pedida é reunir os amigos num bar para relaxar, bebendo aquela cervejinha de leve e beliscando um petisco: “Ô chefia, traz uma porção de batata frita, uma de pastelzinho e uma de frango à passarinho! E mais uma rodada de chopp!”.

 

Veja também: Substituições saudáveis para fazer no churrasco

 

Traduzindo essa fala para a linguagem do nosso corpo: “aí vem trabalho duro pela frente!”. É que, consumindo esses alimentos todos de uma vez, a pessoa está fazendo seu metabolismo trabalhar com muita insulina e vai precisar de energia para fazer essa digestão. Entretanto, dependendo das quantidades consumidas, vai haver uma sobra de glicose, que será armazenada em forma de gordura.

Não tem como fugir. Afinal, a maioria dos bares não oferecem alternativas saudáveis pra quem está de dieta. Pra quem não está de dieta, mas é adepto da política de “redução de danos ao fígado”, existem escolhas que podem tornar a digestão mais fácil e a experiência do “pós-happy hour” mais, digamos, happy.

 

Dicas para um dia de boteco mais saudável

 

Beber água é o primeiro passo, segundo a culinarista e co-autora do livro Santa Proteína Flavia Zonaro. “Em bares, em geral vamos beber algo alcoólico, ou seja, já vamos consumir muitas calorias e fazer o corpo trabalhar para eliminá-lo. Então a primeira coisa é beber água alternando com a bebida alcoólica, isso é muito simples e ajuda muito o corpo”, afirma.

Quanto à comida, é bom evitar carboidratos, para que o corpo não receba, junto com o álcool, tanta glicose de uma só vez. Aqui, a sugestão é buscar alimentos como carne em tiras, carne seca e até a linguiça. “Será uma quantidade de gordura maior, mas são alimentos que geram trabalho de digestão de forma diferente para o corpo”, diz ela.

Quem não bebe álcool ganha o direito de comer um pouquinho mais de carboidrato. Nesse caso, pode comer carne seca com purê, tapas de tomate e presunto (esse é muito umami!), bolinhos de bacalhau ou carne. Lembrando: os bolinhos são frituras, então pense em comê-los somente nas ocasiões especiais, ok?

Considerando os petiscos que podem ser mais facilmente encontrados nos bares e botecos do Brasil, Flavia Zonaro sugere uma série de opções que podemos consumir junto com o álcool e que não vão causar um impacto tão grande em nosso organismo, se consumidos com moderação.

Note que o foco das sugestões são os alimentos sem tantos carboidratos ou feitos com farinhas integrais, para contrabalancear com a ingestão alcoólica. Alguns deles, como os que são feitos com carne ou tomate, são ótimas opções para quem quer sentir o quinto gosto:

 

* Tapas com pão integral e peito de peru;
* Bolinhos de arroz integral;
* Bolinhos de bacalhau;
* Croquete de carne;
* Quibes;
* Escondidinho de carne seca;
* Purê de mandioca ou mandioquinha;
* Bolinho assado de mandioca com carne;
* Pastel integral assado;
* Croquete de carne com arroz integral;
* Tortinha de frango;
* Tábuas de carne.