frau mag salat
image-1857
Basta colocar um alimento delicioso na boca para logo identificarmos seu gosto.

Às vezes, a própria iguaria já contém naturalmente o gosto em sua composição; em outras é necessário um toque especial de algum aditivo alimentar  para realçar ainda mais o paladar.

Assim, conseguimos identificar, por exemplo:

– O gosto doce dos açúcares como a sacarose (açúcar refinado, mascavo, demerara, etc.), frutose (açúcar presente nas frutas) e adoçantes (sacarina, stevia, aspartame, etc.);

– O gosto salgado do cloreto de sódio presente na água do mar e no sal de cozinha;

– O gosto ácido ou azedo do ácido acético presente no vinagre ou do ácido ascórbico presente em frutas cítricas;

– O gosto amargo da cafeína presente no café e em chás ou no lúpulo da cerveja;

E o gosto umami?

Já divulgamos neste portal que uma das substâncias que confere esse gosto é o aminoácido glutamato presente nos alimentos. Comercialmente, ele é utilizado na forma de sal monohidratado, conhecido como glutamato monossódico (MSG, sigla em inglês).

Esses termos podem soar estranhos, porém, são facilmente encontrados em alimentos, como tomate, cogumelo, queijos e muitos outros que você pode conferir aqui.

Se treinarmos  os nossos sentidos, nossas experiências gustativas serão ainda mais prazerosas.